7 dicas de como apresentar um bom trabalho na faculdade

como apresentar um bom trabalho na faculdade

7 dicas de como apresentar um bom trabalho na faculdade

Você sente um frio na barriga só de ouvir falar em apresentações em público? Acredite, você não está sozinho. É muito comum alunos de graduação sentirem vergonha e nervosismo só de pensar em ficar diante dos colegas e apresentar um seminário.

Mas não se preocupe! É possível driblar a timidez e caprichar na apresentação. Para ajudá-lo nesta empreitada, selecionamos 7 dicas que vão mostrar como apresentar um bom trabalho na faculdade e garantir uma excelente nota final. Quer conhecer essas dicas? Então, continue a leitura!

1. Faça um roteiro

via GIPHY

Para fazer uma boa apresentação é preciso criar um roteiro prévio. Ele ajuda a ordenar as ideias, de modo que o discurso não fique desconexo e tenha começo, meio e fim. Outro benefício desta técnica é que ela passa maior segurança, afinal, as chances de dar um branco no meio da apresentação diminuem consideravelmente.

Contudo, como fazer um bom roteiro? Anote os tópicos e conceitos que vão ser abordados, colocando-os em ordem de apresentação. Assim, será mais fácil organizar a fala e estabelecer uma linha de raciocínio.

Por fim, lembre-se de que o roteiro deve conter uma síntese do conteúdo, afinal, nem sempre é possível abordar todo o assunto. Então, priorize o que é mais importante e esteja atento ao tempo definido pelo professor antes de criar seu planejamento.

2. Não tente decorar o conteúdo

via GIPHY

Só é possível falar com segurança sobre alguma coisa quando conhecemos o assunto. Então, a segunda dica de como apresentar um bom trabalho na faculdade é: não decore, entenda! Leia bastante sobre o tema, veja vídeos, faça resumos, enfim, busque o máximo de informação possível.

Decorar o conteúdo pode colocar você em maus lençóis, já que o nervosismo e a timidez aumentam as chances de esquecimento e hesitação. Já imaginou se o professor faz alguma pergunta que está fora do contexto que você decorou?

Sem contar que, falar apenas o que foi decorado, sem nenhum entendimento do assunto, faz com que o discurso não seja natural. Certifique-se de decorar os tópicos que serão apresentados, mas jamais caia no erro de decorar o texto em si, pois todo mundo vai perceber.

3. Observe outras apresentações

via GIPHY

Também vale observar seus colegas e professores durante suas apresentações. Veja como se comportam, bem como seus erros e acertos. Isso vai ajudar a ter uma boa noção do que fazer e do que não fazer quando for a sua vez.

Apesar de cada pessoa ter suas estratégias e particularidades, sempre tem algo para aprender por meio da observação. Você vai perceber que algumas pessoas utilizam recursos audiovisuais a fim de prender a atenção do público, enquanto outras focam em perguntas e respostas para interagir com a plateia.

O importante não é imitar os outros e sim filtrar o que é bom, de modo que possa ser utilizado na sua apresentação também!

4. Fixe seu olhar em alguma coisa

via GIPHY

Se o motivo do seu nervosismo for a presença dos colegas, não precisa olhar para eles. Escolha um ponto em que possa manter o foco — pode ser o fundo da sala, a parede ou até mesmo um colega que passa segurança para você — e concentre-se na sua apresentação.

Entretanto, se você não se sente intimidado com os olhares da turma e acredita que o contato visual pode ajudar, sorria e olhe para as pessoas que estão depositando maior atenção na sua fala. Além de tornar a apresentação mais natural, passa a sensação de que você realmente domina o assunto.

Outra dica que vai ajudar a desviar a atenção é segurar algum objeto, como uma caneta, por exemplo. Fazendo isso, você mantém o foco e não demonstra que está nervoso ao gesticular de forma exagerada.

5. Pratique antes de apresentar

via GIPHY

Com o roteiro que você criou, ensaie quantas vezes for necessário. Grave a si mesmo ou simplesmente fique de frente para um espelho e simule a apresentação. Se quiser, pode chamar aquele amigo ou amiga mais próxima para assistir — treinando, a timidez diminui e o discurso fica muito mais fluido.

O ensaio ajuda também a identificar erros e possibilitar fazer ajustes no roteiro, caso seja necessário. Além disso, colabora no encontro do melhor tom de voz, da postura e da recorrência de aspectos verbais e não verbais que podem falar muito sobre você. É o caso dos gestos repetitivos, como coçar o nariz, mexer no cabelo, balançar os braços ou as mãos ou repetir várias vezes uma mesma expressão (“e aí”, “então” etc.).

6. Não leia enquanto apresenta

via GIPHY

Pior que decorar o conteúdo é pegar o papel e começar a ler. Apesar da timidez ser comum em apresentações de faculdade ou em congressos, não cometa este erro. Utilize as dicas que apresentamos e perceba que é possível driblar o nervosismo e fazer um bom discurso.

Infelizmente, muitas pessoas acreditam que, lendo, vão ficar mais seguras. No entanto, é um grande engano, pois, além da apresentação ficar monótona, a avaliação do trabalho com certeza não será das melhores.

Em vez de ler, aposte em slides com os tópicos que devem ser abordados. Se você estudou o assunto, vai conseguir falar sobre ele apenas lendo os tópicos. Assim, a apresentação fica mais natural e menos entediante!

7. Utilize recursos audiovisuais

via GIPHY

Além dos slides, hoje em dia a tecnologia oferece diversos recursos que deixam as apresentações de trabalho da faculdade mais dinâmicas e criativas. Além de ajudar a desviar seu foco da vergonha e da agitação, apostar nesses recursos também torna a aula mais interessante para quem está assistindo.

Você pode utilizar imagens, vídeos e os próprios slides a fim de complementar sua fala, de modo que esse conjunto prenda a atenção dos colegas e impressione também o professor.

No entanto, vale lembrar que os excessos não ajudam. Os recursos audiovisuais podem ser muito úteis, mas, se não forem utilizados com cautela, podem ser seus maiores inimigos durante uma apresentação. Então, não faça slides muito poluídos, com cores e fontes que não garantem uma boa visualização.

Resumindo, apresentações em público exigem roteiro, estudo e muito treino. Juntando essas dicas que mostramos sobre como apresentar um bom trabalho na faculdade, você vai ter as ferramentas que precisa para garantir um bom resultado.

Agora que você já sabe como apresentar seu próximo trabalho, saiba também como se destacar na faculdade de outras formas e ter uma vida acadêmica de sucesso!

Comments

comments

No Comments

Post A Comment