Entenda as vantagens e desvantagens de um estágio não remunerado

estagio nao remunerado

Entenda as vantagens e desvantagens de um estágio não remunerado

Será que vale a pena topar fazer um estágio não remunerado? Enquanto ainda estamos estudando, tudo de que precisamos para nos dar aquela força extra para alcançar os nossos objetivos é ter conhecimento prático, não é mesmo? Mas também sabemos que não é fácil sobreviver a esse período sem conseguir uma grana extra.

O fato é que há vantagens e desvantagens nessa modalidade e, muitas vezes, pode até ser melhor optar pelo não remunerado, dependendo dos benefícios oferecidos pelo empregador. Tudo pensando, claro, em sua experiência e capacitação para o mercado de trabalho.

Neste post, vamos ajudar você a refletir melhor sobre o assunto antes de tomar uma decisão. Confira as informações!

Como funciona o estágio não remunerado?

via GIPHY

Eles também são conhecidos como estágios curriculares e, em uma primeira análise, você pode até pensar que vão dar mais dor de cabeça do que ganhos. Mas, se houver limites bem estabelecidos e boas condições de trabalho, em que um tutor efetivamente vai ensinar algo ao estagiário, pode valer muito a pena fazer um. Vamos falar mais sobre isso adiante, espere para ler!

Antes disso, porém, é importante que você saiba: há legislação que regulamenta esse tipo de atividade. Por exemplo, a duração do estágio não remunerado não pode ser superior a três meses. Mais do que isso, obrigatoriamente a empresa deve começar a remunerar você pelo trabalho que fará.

Além do mais, não dá para trabalhar de graça sem que sejam estabelecidos alguns limites na sua atuação e na forma como o empregador vai tratar o seu esforço, certo? Tenha em mente que o estágio — remunerado ou não — tem como principal objetivo preparar você para o mercado de trabalho. Isso deve estar bem claro no acordo feito com a empresa, viu?

Quais as vantagens e desvantagens de optar por esse modelo?

Como mencionamos, muitas empresas acabam enxergando o estágio como uma chance de ter mão de obra barata. Fuja! Nesses casos, muito provavelmente o empregador não vai ajudar você na meta de aprender na prática aquilo que o seu curso passa em teoria. Por isso, é importante que você conheça bem os benefícios e os eventuais problemas que podem ocorrer nessa jornada para, assim, escolher para quem vai emprestar o seu potencial.

Pontos positivos

via GIPHY

A experiência pode abrir novas portas no futuro

De uma coisa você pode ter certeza: quem faz estágio não remunerado ou com salário estará à frente dos concorrentes na hora de buscar trabalho depois de formado. É por meio dos estágios que você terá uma visão mais realista da sua atuação profissional. Terá a chance de adquirir experiência e competência técnica para trabalhar no futuro, ou seja, estará mais preparado do que as pessoas que optam por apenas estudar.

Os empregadores veem a iniciativa com bons olhos

Coloque-se no lugar de um recrutador: você tem dois currículos em mãos, um de um recém-formado que fez estágio não remunerado e outro de alguém que nunca trabalhou na área. Quem você escolheria? Claro que essa decisão leva em conta inúmeros fatores, mas certamente quem foi estagiário terá mais chances, não é mesmo? Além de mostrar que você tem experiência, o fato de você ter sido proativo enquanto ainda estudava cria um diferencial muito bom para apresentar ao recrutador.

É uma chance única de estabelecer um bom networking

Que outra chance pode ser melhor para criar uma rede de contatos profissionais do que fazendo um estágio? O networking é fundamental para que você consiga as melhores oportunidades de trabalho depois que se formar. Ao atuar ao lado de profissionais da área, você poderá ter um relacionamento mais próximo com eles, o que pode ser muito útil na hora de pedir referências e ser contratado, certo?

Pontos negativos

via GIPHY

Algumas empresas podem abusar do estagiário

Boa parte das empresas mais sérias entende que o estágio não remunerado é importante para que elas possam buscar os melhores talentos e contratá-los no futuro. Mas há aquelas que simplesmente aproveitam o estagiário para ter mão de obra barata, abusando dos estudantes e, muitas vezes, obrigando-os a cumprir funções que não deveriam estar em seu escopo.

O fato é que isso pode acabar contribuindo para a redução do valor de trabalho: se dá para ter um empregado sem pagar, então por que contratar? É preciso atenção para que isso não aconteça no seu caso!

Falta de condições adequadas de trabalho

Outro ponto que você precisa ficar atento: seu estágio deve servir como complemento para seus estudos e, por isso, não pode tomar o tempo que você precisa para se dedicar às aulas. Portanto, você não deve aceitar trabalhar sob as mesmas condições de um empregado em regime CLT, como aqueles que efetivamente são contratados.

Também deve ficar claro que suas tarefas precisam ter relação direta com a sua área de estudos, para que tenham efeito prático na sua aprendizagem. O ideal é que você tenha um tutor na empresa para que sempre fique motivado (mesmo sem ganhar nada!).

Grana curta

Por fim, a grana durante o estágio remunerado é curta, o que pode nos levar a um estresse além do normal enquanto estamos estudando. Ainda bem que em Belo Horizonte você pode literalmente afogar essa tensão nos bares especialmente voltados para os universitários. Afinal, não é à toa que a cidade é chamada de “capital mundial dos botecos“, não é mesmo?

Então, não vale desanimar com a falta de dinheiro! Erga a cabeça, sabendo que fez uma escolha que vai ajudar muito em sua carreira e saia com os amigos para afogar as mágoas do bolso vazio!

Como saber se realmente vale a pena escolher o estágio não remunerado?

via GIPHY

Afinal, como, diante de tudo o que falamos, um estudante pode saber em quais ocasiões o estágio não remunerado vale a pena? Essa é uma decisão que você vai ter de tomar sozinho, avaliando com cuidado todos os prós e contras apresentados pela empresa que está chamando você para o estágio.

Saiba estabelecer limites, com respeito, é claro. Assim, você mostrará que deseja ser introduzido no mercado e aprender mais, sem que haja abuso na relação com o empregador. Ao mesmo tempo, tenha em mente que você não precisa ficar em um estágio não remunerado para sempre: continue procurando outras oportunidades, que ofereçam alguma remuneração, enquanto você está nele.

Por fim, lembre-se de que o estágio não remunerado pode ser a chance de uma futura efetivação na empresa. Em muitos casos, em especial nas companhias que entendem bem a importância de captar bons talentos nas universidades, a contratação pode até ser mais rápida do que você imagina. Portanto, faça uma boa avaliação das vantagens e desvantagens e escolha a melhor opção para você.

Agora você já entende os benefícios e as desvantagens de aceitar fazer um estágio não remunerado e tem mais condições de tomar uma decisão que seja a melhor para a sua carreira.

Então, o que achou das nossas dicas? Compartilhe nosso post em suas redes sociais e converse com seus colegas sobre o assunto!

Comments

comments

No Comments

Post A Comment