Confira 5 dicas para quem vai morar sozinho durante a faculdade

GettyImages-504650247 (1)

Confira 5 dicas para quem vai morar sozinho durante a faculdade

Você concluiu o Ensino Médio, passou pela longa jornada dos vestibulares e, enfim, conquistou a tão sonhada vaga na graduação. Não demora muito, a euforia dá lugar à preocupação. Se a faculdade fica longe de casa, em outra cidade, a situação fica ainda mais delicada.

De fato, morar sozinho é um grande desafio para muitos jovens. O contato com o novo pode ser assustador, a princípio. Mas com o tempo, tudo vai se ajeitando, o estudante percebe que seus esforços estão sendo recompensados. Afinal, a graduação é um período de descobertas e crescimento pessoal.

Mesmo assim, pode ser que você esteja nessa situação, ainda na fase de preocupação intensa e medo do desconhecido. Respira e não pira! Para ajudar você, separamos estas 5 dicas para quem vai morar sozinho. Confira!

1. Tenha controle de todos os seus gastos

Quando você tem seu próprio cantinho (seja em uma casa ou apartamento), passa a lidar com um grande vilão da vida adulta: o boleto. Aluguel, compras no supermercado, internet, energia, entre outras tantas despesas domésticas.

Deu até um arrepio só de ler isso, não foi? Mas não sofra por antecedência. O que você tem a fazer de melhor é saber nos mínimos detalhes quais são seus ganhos e despesas. Nessa jornada, conte com uma planilha na nuvem, um aplicativo de organização ou a boa e velha agenda de papel.

Não deixe passar nem aquela balinha que você comprou depois do almoço, ok? Pode parecer trabalhoso, mas verá quanta diferença essa prática pode causar na sua vida, beneficiando a sua saúde financeira. Isso significa que você não gastará aquele dinheiro destinado a uma conta fixa com supérfluos, tendo controle total da situação.

via GIPHY

2. Observe as mudanças no estilo de vida

Na casa dos pais, você é privilegiado sim! Por mais que reclamasse da falta de liberdade na adolescência, perceberá que morar sozinho é uma missão para os fortes, um teste de resistência patrocinado especialmente pela vida adulta. Porém, você já deve ter ouvido que “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”, certo?

E não vá pensando que o mundo é compreensivo como seus pais. As cobranças e pressões virão de todos os lados — mas é tudo isso que fará você amadurecer, seguir em frente de cabeça erguida e, num futuro não muito distante, lidar plenamente com esses desafios.

O primeiro passo é aprender a enfrentar as adversidades de forma criativa. Precisa acordar cedo, mas tem dificuldade? Tire o modo soneca do seu celular e da sua vida! Não sabe cozinhar e não tem quem prepare suas refeições? Faça dos youtubers de culinária seus melhores amigos! Se você é do time dos formados em Medicina pela escola Grey’s Anatomy, por que não virar o próximo Masterchef do rolê?

3. Crie uma rotina que é a sua cara

Aqui vai uma triste realidade: a louça que você suja não some magicamente da pia, ainda que a encare com rancor ou suplicando por misericórdia. Mesmo naquelas semanas em que você precisa estudar para 5 provas, fazer 3 trabalhos e resolver incontáveis problemas, ela estará lá. Logo, é uma tarefa que, uma hora ou outra, precisa ser feita.

Se você não é do signo “sujou, lavou”, com ascendente em “limpeza é meu sobrenome”, sem problemas. O que você precisa é de uma rotina — não só para as louças, mas para tudo que precisa fazer durante a semana. Tenha a hora certa para estudar, para fazer as tarefas de casa e, é claro, relaxar.

Quem não tem uma rotina pode se encontrar na seguinte situação: chega em casa chateada com algo que aconteceu na faculdade, vai assistir a um episódio da série preferida e acaba vendo a temporada inteira. Resultado? Terá poucas horas para dormir, a louça se acumulou e não deu para estudar. Não é isso que você quer, não é?

Aqui, você também pode contar com aliados como a agenda de papel (ou planner) e os aplicativos de organização. Respeite o momento de cada atividade e nada de trapacear, combinado? Seguindo uma rotina bem-planejada, você notará, rapidamente, um ganho em qualidade de vida e na gestão de tempo.

via GIPHY

4. Aprenda a economizar (e você vai arrasar!)

Sabemos que não tem sensação melhor do que pedir aquele salgado quentinho todos os dias na cantina da faculdade. Comprar aquela roupa ou ingresso para aquele show que você tanto queria, então, nem se fala! E ir ao cinema com o crush nos finais de cinema? Um sonho!

Mas tudo isso afeta bastante no seu orçamento. Por mais que essas atividades deixem você feliz e realizada no momento, podem colocá-la em apuros no fim do mês. Por isso, melhor economizar no que puder para lá na frente não faltar.

Ter uma reserva de emergência é a melhor prática para evitar os imprevistos. Como você já terá uma ideia dos seus gastos, o ideal é guardar um valor equivalente a dois meses dessas despesas.

5. Saiba lidar com a solidão

A solidão pode ser tanto uma grande aliada quanto a sua pior inimiga. Neste caso, basta ter controle de como as suas emoções influenciarão na sua vida. Não está entendendo? Pense bem: em um final de semana que não dê para você voltar para a casa dos pais e todos os seus amigos estiverem fora, qual seria a sua reação?

Num primeiro momento, é normal se sentir chateado e isolado. Então, apresse-se em olhar pelo lado positivo da situação. Utilize o silêncio para pensar naqueles problemas que estão perturbando você há dias ou, quem sabe, estudar para aquela prova quase impossível que virá em breve. Aproveite para apreciar a sua companhia e repense suas metas e objetivos de vida.

via GIPHY
Viu só como dá para sobreviver ao período da graduação? Mesmo com os desafios de morar sozinho, daqui a pouco, você se tornará mestre na disciplina de se virar com criatividade e doutor em gestão de seu próprio tempo. Seguindo essas dicas, o caminho fica bem mais fácil!

Curtiu essas dicas para quem vai morar sozinho durante a faculdade? Que tal ficar sempre por dentro das novidades? Siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook, LinkedIn, Twitter e Instagram.

Comments

comments

No Comments

Post A Comment